quinta-feira, 19 de setembro de 2019

TRANSIÇÃO CAPILAR: QUAIS CUIDADOS DEVEM SER FEITOS PARA EVITAR DANOS AOS FIOS


Você sabia que a falta de cuidados adequados pode causar quebra e Queda de Cabelo durante a transição capilar?

transição capilar consiste no processo pelo qual a mulher interrompe a realização de químicas, como progressiva e relaxamento, e adota os cabelos naturais, independente de eles serem crespos, cacheados ou ondulados.


blog-inspirando-garotas-transição-capilar-e--queda-de-cabelo


Apesar de ser bom para os fios, o período de transição capilar os deixa, em geral, mais frágeis, o que aumenta o risco de ressecamento e quebra.

Dessa forma, para realizar esse processo é fundamental que haja planejamento e consciência de que a transição é demorada e exige cuidados específicos.


Como fazer a transição capilar

Inicialmente é preciso definir qual o tipo de transição capilar que você vai realizar. Ela pode ser mais imediata ou em fases de acordo com as preferências pessoais. Alguns recursos são:

Big Chop: consiste na estratégia mais rápida e radical cortando o cabelo curto para remover toda a parte com química de uma única vez. Para esse tipo de corte a recomendação é aguardar entre dois e quatro meses;

Cortar periodicamente: a opção mais lenta e que exige cuidados diários é a transição por cortes periódicos. Nesses casos, a recomendação é remover cerca de 2cm de cabelo a cada dois meses, melhorando o caimento durante essa fase;

Box Braids: consiste na adoção de técnicas de trançado para realizar a transição, de forma que a raiz cresce enquanto o comprimento continua inalterado.

Caso escolha uma transição mais lenta é fundamental conhecer e realizar os cuidados diários com os fios, evitando a queda e a quebra de cabelo.


Quais cuidados adotar?

Existem diversos cuidados que podem ser incorporados na rotina capilar que garantem que mesmo o fio em transição fique mais saudável e bonito. Conheça os principais a seguir:

Cronograma capilar

Para ter uma transição capilar mais satisfatória recomenda-se criar um cronograma envolvendo todas as etapas necessárias até o resultado final. Essa organização garante que o processo durará o tempo planejado e o cabelo receberá todos os cuidados exigidos.

O cronograma capilar pode ser criador intercalando dois tipos de tratamento:

● hidratação: etapa que garante a retenção de água nos fios;
● lubrificação: etapa que cria uma barreira lipídica na fibra capilar, garantindo um efeito mais duradouro à hidratação, deixando os cabelos macios e brilhantes;

Os cuidados podem ocorrer semanalmente, o que garante que tanto a raiz quanto o comprimento continuarão saudáveis durante o processo.

Cortes de cabelo

Os cortes de cabelo são fundamentais para o sucesso da transição, mesmo que eles sejam espaçados.

O corte ajuda a retirar a parte ressecada dos fios e as pontas duplas, proporcionando um visual mais bonito, mas também saudável.

Durante a transição a recomendação é que ao menos as pontas sejam aparadas a cada três meses para valorizar a textura dos fios e dar um melhor caimento.

Destaca-se que quem possui cachos mais largos vai demorar mais para alcançar a modelação desejada, pois ele precisa crescer mais para formar uma espiral completa.

Já as pessoas com cachos menores vão alcançar os resultados desejados em menos tempo. Nesses casos o corte pode ser iniciado em seis meses e os cortes periódicos serem a cada dois meses.

Lavagem e produtos

Durante a transição capilar é importante adotar novos hábitos com o cabelo pensando no tipo e curvatura dos fios. Dessa forma, a lavagem também deve ser diferente.

Sabe aquele exemplo de juntar todo o comprimento do cabelo no topo da cabeça e massagear? Não faça isso!  O ideal é que o shampoo seja aplicado apenas no couro cabeludo e sejam feitos movimentos leves. O comprimento deve ser limpo com a espuma resultante.

E como escolher o produto? Invista naqueles direcionados ao seu tipo de cabelo natural e que tenham fórmulas suaves para limpeza, evitando uma agressão maior aos fios.

Uma dica para escolher o shampoo é ver como os fios reagem após a lavagem. Se depois do enxágue os fios estiverem macios, está tudo bem. Se eles estiverem ásperos e necessitando do condicionador, melhor escolher outra opção.

Uma alternativa que agride menos os fios é fazer a limpeza do comprimento com condicionadores específicos, os co-wash.

Para hidratar e proteger os fios é possível realizar cuidados de pré-lavagem. Um exemplo é usar óleos naturais antes, como de coco, uva, rícino e copaíba. Eles formam uma camada de proteção, evitando a exposição durante a limpeza.

Finalização dos fios
Enquanto estiver com dois tipos de fios, a recomendação é ter um cuidado redobrado para pentear. A primeira dica, pentear os fios secos castiga o cabelo e provoca a quebra.

Portanto, o ideal é pentear de baixo para cima durante o banho, desembaraçando e retirando os nós. Uma dica é usar os dedos ou pentes com dentes largos.

blog-inspirando-garotas-transição-capilar-e--queda-de-cabelo


Durante a transição capilar pode usar aparelhos como secador e chapinha? Pode, mas com cuidado e sem exagero. O uso excessivo pode ressecar mais os fios, facilitando a quebra e prejudicando os resultados da hidratação.


Para iniciar uma transição capilar é essencial atentar-se a todos esses fatores previamente,  evitando danos como a Queda de cabelo , quebra dos fios e ressecamento, evitando danos.

10 comentários:

  1. mt bacana essas dicas pra quem está passando pela transição

    ResponderExcluir
  2. Já tentei voltar aos cachos várias vezes mas não consegui, mas procuro cuidar direitinho, fazer cronograma, só a tesoura que passa longe,rsrs.

    ResponderExcluir
  3. É dificil eu ficar sem a chapinha, mais amei sua matéria.

    ResponderExcluir
  4. Eu vivo com progressiva, mas, tenho vontade de fazer transição. Muito legal seu artigo bjs!

    ResponderExcluir
  5. Ótima explicação! Tem que ter coragem pra transição capilar! Mas acjo que vale muito a pena, é um renascimento!

    ResponderExcluir
  6. Tenho várias amigas que passaram pela transição, o início foi bem doloroso para elas. Eu não sei se eu teria toda essa garra e força de vontade! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Transição capilar é um processo para quem tem paciência. Eu confesso que não tenho. Todavia, admiro quem o faz, o cabelo fica lindo natural. Mais vivo, leve, solto...
    Parabéns Pelo post com dicas incríveis!

    ResponderExcluir
  8. Eu amei as dicas para quem está passando pela transição. Eu tenho cabelo ondulado e nem sempre ele está de bem comigo. HAHAHAHAHHAA Mas tento cuidar o máximo possível

    ResponderExcluir
  9. Transição capilar nao é facil, é todo um processo e demorado, tem que ter mt paciencia e persistencia

    ResponderExcluir
  10. Eu não estou passando pela transição capilar, mas por causa da falta de cuidados necessários com os fios, eles estão caindo muito. Gostei da forma que tu escreveu o post, bem objetiva e deixando tudo bem claro. Posts assim ajudam e esclarecem muitas dúvidas. Beijo

    ResponderExcluir

Criado por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo